Mais um vídeo informativo

Este vídeo fala-nos aprofundadamente dos benefícios da caminhada para a nossa saúde, quer física quer mental.

Desde já pedimos desculpa pelo facto de estar em inglês, mas esperamos que consiga perceber tudo e disfrute!

Como conciliar exercício e trabalho?

Sabemos bem como a vida hoje em dia pode ser exigente e agitada mas sabemos também como queremos que seja longa e prazerosa. Verdade?

Para ajudá-lo a ultrapassar os obstáculos que possam estar a impedi-lo de começar, adaptámos para si as sugestões da BBC Health sobre formas de conciliar o seu tempo de trabalho para fazer exercício e manter-se activo .

Confira connosco estas dicas:

- Saia para caminhar durante a sua pausa do almoço – tente encontrar 3 percursos diferentes para poder variá-los durante a semana;

 

- Quando o clima não permite caminhar no exterior, poderá adaptar um percurso feito no interior que inclua subir escadas;

 

- Fale com colegas e patrões sobre a importância do exercício físico no promoção da saúde no trabalho e pensem em conjunto em soluções que permitam a todos exercitar-se de forma simples mas frequente. Por exemplo, poderem dispor de algum tipo de equipamento na empresa, fazerem um acordo com um ginásio local para mensalidades mais baratas, etc;

 

- Faça a pé o percurso casa-trabalho na ida, ou na volta… ou os dois! Se mora longe, desça uma ou duas paragens antes para poder fazer uma parte do percurso a pé; E ainda, se vai de carro, estacione mais longe para poder caminhar do carro ao emprego;

 

Agora coloque estas dicas em prática durante a sua rotina semanal e bom trabalho!

 

Vera Martins

Caminhe! Pela sua saúde!

Recentemente, um conjunto de investigadores demonstrou que a caminhada pode melhorar a saúde do seu cérebro
 
Para estudar os efeitos da caminhada na saúde cerebral, os pesquisadores seguiram um conjunto de caminhantes com idades compreendidas entre os 59 e os 80 anos durante um ano. 
Todos os participantes disseram ter menos de dois episódios de actividade física com a duração de pelo menos 30 minutos nos seis meses anteriores. Portanto, a sua frequência de exercício físico era consideravelmente baixa. 
Como grupo de comparação, os investigadores utilizaram um grupo de 32 jovens adultos com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos de idade. 
Para medirem a acitvidade cerebral socorreram-se das imagens de resonância magnética funcional (fMRI). Foi também medida a actividade cerebral em estados de repouso, em que o cérebro está apenas passivamente a receber informação, como quando vemos televisão ou quando estamos com uma atenção volante, sem nenhum foco de concentração. 
O que é que foi descoberto?
Os investigadores descobriram que o cérebro do grupo de caminhantes apresentava maior número de conexões na rede neuronal fronto-excutiva, que contribui para a realização de tarefas complexas e este grupo também revelou uma melhor performance na realização de testes cognitivos, comparativamente ao grupo de controlo.
 
Como vê, apenas por caminhar pode dar maior agilidade ao seu cérebro? 
 
De que espera? 
 
Junte-se a nós
 
António Norton
 

Mais um vídeo informativo

Trazemos-lhe mais um vídeo informativo a respeito dos benefícios da caminhada, assim como algumas dicas para tirar o máximo proveito desta actividade tão importante.

Uma vez mais, é em português do Brasil. Fica o desafio para os nossos leitores: enviem-nos vídeos em português de Portugal, mesmo que caseiros! Vamos mostrar que os portugueses também levam a saúde a sério!

Para além das mil e uma coisas que tenho de fazer, convidam-me ainda para ir caminhar… Que seca!

Provavelmente sente-se demasiado stressado e farto das múltiplas solicitações que o seu dia-a-dia já envolve  para  agora, no seu seu espaço de lazer e descanso, querer ir caminhar. Pode parecer um contra-senso e mais uma obrigação, mas garantimos-lhe que não é. A marcha pode ser uma forma eficaz de combater o stress. Sempre que escolhemos um sítio agradável e ao ar livre para ir caminhar estamos a aumentar a distância física e mental entre nós e aquilo que nos causa stress. Por momentos vemos que há mais coisas na vida para além dos nossos problemas e que é reconfortante e revigorante observar e sentir aquilo que nos rodeia – as árvores, as flores, os pássaros, o céu…

Muitos de nós acumulamos o stress nos músculos. Sabia que sempre que assume uma postura correcta quando caminha, distende os músculos e põe-nos a trabalhar libertando a tensão acumulada ao longo dos dias e semanas? Sinta o seu corpo em movimento e ligue-se a si mesmo!

Se mesmo assim sente que as suas muitas preocupações não lhe permitem pôr o pé fora de casa, aceite o desafio  para pensar nos problemas e nas possíveis soluções enquanto caminha. E venha caminhar connosco! Vai ver que vale a pena!

Ande pela sua saúde e retarde o envelhecimento mental!

Um  estudo realizado em 2011 demonstrou que pessoas mais velhas que andam cerca de 40 minutos por dia, três vezes por semana, conseguem diminuir a redução da área do hipocampo que decorre do processo normal de envelhecimento. O hipocampo é a zona do  nosso cérebro responsável por processar a memória e as emoções. Após um ano detectou-se inclusivamente que as pessoas melhoravam o seu desempenho em tarefas que envolviam a memória espacial. E esta?

Visita ao Jardim

Na Segunda-Feira fomos em equipa fazer, ao sol, o circuito para que o convidamos no próximo dia 9 de Junho. Levámos connosco a Pinta, a nossa terapeuta canina, e aqui lhe deixamos algumas das imagens com que nos deliciamos durante o nosso passeio.

Aguce hoje o apetite, que contamos consigo para vir saborear este fantático passeio connosco!ImageImageImage

Vídeo com dicas

Este vídeo, produzido por um site brasileiro, oferece algumas dicas para melhorar a nossa experiência de caminhada. Na sua elaboração só não lhe falam num grande benefício da caminhada: como qualquer exercício, é um excelente meio de combater o stress e prevenir perturbações da ansiedade e depressão.
Que tal lhe parece usar estas dicas para se preparar para caminhar connosco já dia 9 de Junho?

Caminhar e mindfulness

Feche os olhos…
Imagine-se a caminhar num lindo parque…
Agora visualize todos os detalhes a sua volta, a relva verde, as árvores, a leve brisa, o som dos pássaros, as risadas e conversas das pessoas que o rodeiam, a temperatura ambiente e o impacto que ela causa na sua pele, observe todos os detalhes dessa paisagem..
Enquanto caminha, observe a sua respiração, observe a sensação nos seus pés a medida que eles caminham, observe todo o seu corpo e o impacto que o movimento está a causar.
Observe que emoções surgem, os pensamentos…
Aceite-os e deixe que eles passem…
Foque-se em toda a sua experiência presente e no prazer que está a retirar dessa atividade..
Agora abra os olhos e venha fazer isso tudo connosco no dia 09 de Junho!!!
O exercício que fizemos é um exercício de mindfulness, esta forma de ser caracteriza-se por uma consciência centrada no presente, na qual cada pensamento, sentimento ou sensação que surge, são reconhecidos e aceites como tal, sem crítica ou julgamento.
Viver em estado de mindfulness traz benefícios em várias dimensões:
. desenvolvimento de recursos internos de auto observação e auto regulação
. sensação de maior plenitude e felicidade
. bem estar físico e psíquico
. maior clareza mental
. maior capacidade de resolução de problemas
. maior capacidade de empatia

Venha experimentar esta atividade connosco em espírito de mindfulness! Dia 9 de Junho, às 10h, no Jardim da Quinta das Conchas e Lilazes!

Fabiana Andrade

Caminhar: “Primeiro estranha-se, depois entranha-se”

Há muitos estudos que comprovam o papel benéfico que o exercício físico tem no nosso bem-estar e na nossa saúde mental.

Mas não é de estudos que venho falar-vos, venho sim partilhar as impressões e experiências de quem se habituou a caminhar e tornou a caminhada parte integrante da sua rotina.

Recomendo com frequência aos meus clientes que façam várias caminhadas por semana e, mesmo explicando a importância do exercício físico para ajudar a diminuir a ansiedade e a depressão, muitos clientes estranham muito (mesmo muito!) a recomendação para ir caminhar, simplesmente caminhar. Não precisam de estafar-se nem voltar a casa com os “bofes de fora”. E, mais, não precisam de gastar dinheiro. Roupa e calçado confortável é tudo o que é necessário.

Mesmo estranhando, quando aderem ao hábito de caminhar e começam a fazê-lo com alguma frequência, os próprios clientes fazem questão de dizer como se sentem melhor.

Aqui ficam alguns exemplos de bons que resultados. As pessoas referem sentir-se:

- menos ansiosos;

- melhor consigo próprios e com o seu corpo,

- mais alegres e mais confiantes;

- com maior concentração;

- com mais energia para a vida diária;

- dormem melhor;

- respiram melhor;

- e, contra tudo o que esperavam: sentem-se menos cansados.

Conclusão: quando sentem os resultados positivos, o difícil mesmo é passar sem caminhadas!

Quer experimentar como resulta consigo?

Introduza na sua rotina o hábito de fazer caminhadas, um bom ritmo para começar será de 30 minutos, 3 vezes por semana.

E depois venha contar-nos!

É que isto de caminhar é mesmo como diz o ditado: “primeiro estranha-se, depois entranha-se”!

Vera Martins